A importância do marketing de causa nas empresas

Post 7 of 398
A importância do marketing de causa nas empresas

Você sabe o que é marketing de causa? O MRC, ou Marketing Relacionado a Causas, nasce da união entre empresas e organizações da sociedade civil, e tem como objetivo criar ações que tragam benefícios a ambos e também para a sociedade. 

Em outras palavras, além de fortalecer as marcas, o marketing de causa é uma maneira eficiente de conscientizar os consumidores sobre inúmeros projetos sociais e medidas que precisam ser tomadas em favor de todos. 

Um exemplo foi a necessidade de reduzir o consumo de canudos plásticos em benefício do meio ambiente, que fez com que grandes nomes como McDonald’s e Bob’s deixassem de utilizar esse item para alertar seu público.

Mas quais vantagens esse tipo de marketing pode trazer para a sua empresa? Quais marcas já aderiram a essa estratégia? É o que você vai descobrir neste post!

O que os consumidores esperam do marketing de causa

Quanto melhor o marketing, mais a confiança do consumidor aumenta pela marca. Em uma época em que a tecnologia favorece o acesso às informações de maneira muito rápida, o público está cada vez mais ciente do posicionamento das empresas sobre diversos assuntos, o que também o torna muito mais crítico e exigente.

A prova disso são os dados apurados na pesquisa para o 3º Fórum de Marketing Relacionado à Causa, realizado pelo Instituto Ayrton Senna, ESPM, Ipsos e Cause, com patrocínio da Visa.

Dos 1.200 entrevistados, 77% esperam que as empresas contribuam mais com a sociedade e 78% que invistam mais em causas sociais. Somado a isso, 81% dos consumidores entrevistados têm expectativas de que as marcas cuidem mais da sociedade.

Ou seja, mais do que apenas oferecer bons produtos e serviços, as pessoas esperam que as marcas realmente se posicionem e gerem valores que vão além das vendas.

Benefícios diretos e indiretos para as empresas

Um dos maiores benefícios que o marketing social traz para as empresas é diferenciar a marca diante de um público mais consciente, podendo assim, ajudar a impulsionar as vendas.

Essas ações também são extremamente favoráveis para melhorar a imagem da marca e permitir que se posicione melhor que os concorrentes, principalmente se eles não são engajados em alguma causa. 

Mais uma vez, podemos usar os números da pesquisa da Ipsos para comprovar essas informações:

  • 34% dos entrevistados já compraram algum produto que destinava parte do valor para uma causa social, cultural ou ambiental;
  • 23% optou em comprar um produto que ajudava uma causa ao invés de um concorrente que não trabalhava nenhuma ação.

Empresas brasileiras que trabalham com marketing de causa

O marketing de causa tem que tornado tão forte que inúmeras empresas aderiram a essa estratégia. Veja alguns exemplos de ações que aconteceram (ou ainda acontecem) no Brasil:

  • Hering: O câncer de mama no alvo da moda;
  • McDonald’s: McDia Feliz;
  • Dove: Dove pela autoestima;
  • Pedigree: Adotar é tudo de bom.

Sua empresa também pode criar ações como essas. Entre as diversas possibilidades, temos:

  • produtos sociais: o valor da aquisição de um, ou mais, de seus produtos, é revertido total ou parcialmente para um projeto social;
  • compre um, doe um: o consumidor adquire um item da marca e essa se compromete a doar outro, podendo ser igual ou não;
  • doação de troco: o consumidor tem a opção de arredondar o valor de sua compra e doar esse excedente a uma instituição, como fez o PayPal em parceria com o Instituto Ayrton Senna.

Ou seja, existem inúmeras maneiras de fazer marketing de causa. No entanto, é fundamental lembrar que a estratégia deve ser sincera e estar alinhada aos propósitos da sua empresa, do contrário, pode repercutir negativamente junto ao seu público.

Por isso, a sugestão é pesquisar diferentes ONGs e identificar qual defende causas nas quais a sua marca (e você) realmente acreditam. 

O Instituto Reação, por exemplo, utiliza o esporte como ferramenta de inclusão social e desenvolvimento humano. Desde 2003, nossos polos em comunidades do Rio de Janeiro e de Cuiabá já atenderam mais de 10 mil crianças, jovens e adolescentes.Existem diversas formas de contribuir como o nosso projeto. Para conhecer todas, acesse este link e venha reagir com a gente!

MENU