Alunos e familiares do Reação se formam no 1° Curso de Sushiman em parceria com o restaurante Gurumê e a universidade Estácio de Sá

Post 20 of 304
Alunos e familiares do Reação se formam no 1° Curso de Sushiman em parceria com o restaurante Gurumê e a universidade Estácio de Sá

No último dia 17/1, oito pessoas, entre judocas do instituto e familiares, receberam o diploma do 1° Curso de Formação de Sushiman, realizado pelo restaurante de comida japonesa Gurumê e pela Estácio de Sá, em parceria com o Reação. Adriana Laurindo, Alex Ribeiro, Alexia Paz, Gabriel Pereira, Jonathas de Melo, Marcelo dos Santos, Tatiana Claro e Lucas Laurindo participaram das aulas que aconteceram ao longo de dois meses no polo Estácio R9, no Rio de Janeiro.

A ideia surgiu de Jerônimo Bocayuva, diretor e um dos donos do Gurumê.

“Percebi que os melhores funcionários que temos no sushibar são lutadores e conversando com um dos meus sócios percebi que precisávamos ter mais lutadores trabalhando com a gente. Perto de um restaurantes fica o Instituto Reação. Entramos em contato e fomos conversando sobre isso. Eu sempre quis, a medida que a empresa foi crescendo, devolver alguma coisa para a sociedade. O curso é uma coisa boa para a empresa, de formar gente dentro de casa, e também de fazer algo positivo para a comunidade”, explica ele.

Tradicionalmente, a carreira de sushiman é destinada apenas aos homens, mas no curso três alunas eram mulheres, o que reforça o objetivo do restaurante Gurumê em romper barreiras e promover a igualdade de gênero dentro da culinária japonesa. Duas alunas, inclusive, encerraram o curso entre os 3 melhores.

As aulas foram comandadas por Daiti Ieda, chefe executivo do sushibar do Gurumê.

“Pensamos no Instituto porque o judô tem a mesma filosofia e conduta que a gastronomia. Então ligamos uma coisa a outra e achamos um casamento perfeito para podermos profissionalizar essas pessoas para que elas possam ingressar neste mercado de trabalho”, resume Daiti.

Para Flávio Canto, presidente e fundador do Reação, a parceria com o Gurumê abre portas para que outras pessoas possam ser referência nesta área.

“O Reação tem um lema de construir, conquistar e compartilhar e foi exatamente isso que o Gurumê fez. Construíram, conquistaram e agora estão procurando uma maneira de compartilhar esta experiência de uma foma mais bacana, formando gente, mudando destinos, exatamente como fazemos. Sinergia não podia ter mais”.

No evento, todos os alunos ganharam uma doma personalizada com seu nome de presente. Tatiana Claro, Alexia Paz e Alex Ribeiro foram os melhores alunos da turma e receberam um voucher de consumo no Gurumê.

“O Gurumê apareceu na minha vida em um momento em que eu estava sem rumo e o curso me deu uma direção a seguir. Tenho certeza que eu vou aproveitar muito esta oportunidade que apareceu. Só tenho a agradecer”, disse Alexia Paz, muito emocionada.

MENU