Histórias de Sucesso: Aurimar Costa

“O Judô tem um espaço muito especial na minha vida. Me sinto muito honrado em praticar, viver e compartilhar as coisas maravilhosas que o esporte tem me proporcionado, dentro e fora do tatame”

institutoreacao

Aurimar Costa Mendes da Silva começou no judô aos 15 anos em um projeto social no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele chegou ao Reação em 2003, ano de fundação do projeto e, aqui, foi atleta do Instituto por mais de 10 anos, tendo conquistado títulos importantes, como a medalha de ouro no Campeonato Estadual, em 2005, e no Campeonato Estadual por equipes, dois anos depois. O mesmo feito aconteceu em 2010, 2012, 2013 e 2014.

Assim como outros judocas, ele foi, gradualmente, trocando de lado dentro do dojô e virando sensei. Em 2005, começou a fazer monitoria voluntária e, no ano seguinte, foi efetivado nesta função. A promoção para professor chegou em 2010, cargo que ocupou até 2014, quando deixou o Instituto por um tempo e voltou em 2018, para assumir a mesma posição. Atualmente dá aulas nos polos Rocinha e Pequena Cruzada para mais de 100 alunos.

Na época de escola, seu grande sonho era cursar bioquímica, mas mudou de ideia inspirado nos senseis que marcaram sua vida. Em 2014, graduou-se em Educação Física pela Universidade Estácio de Sá e, hoje, dedica seu tempo estudando sobre judô e fisiologia do exercício, tendo o sonho de continuar a se profissionalizar. No currículo, ele tem cursos de aperfeiçoamento sobre judô e exercício funcional de alta intensidade.

No tempo livre, gosta de ficar com o seu filho Joaquim, a família, amigos e ouvir samba. Fora do tatame seus maiores exemplos são sua mãe e suas irmãs, e, dentro do dojô, são os judocas Teddy Rinner, Lucie Decosse, Rafaela Silva e o presidente do Instituto Reação, Flavio Canto. Com 34 anos, ele conta que parte dos seus sonhos está realizado, vendo seus alunos, antes pequenos, se tornarem verdadeiros gigantes dentro do judô. Seu desejo é que isso se multiplique cada vez mais.

MENU