Conheça o Reação Conecta, novo programa com foco em empregabilidade para jovens do Instituto Reação

Post 3 of 450
Conheça o Reação Conecta, novo programa com foco em empregabilidade para jovens do Instituto Reação

Em setembro, o Instituto Reação lançou seu novo programa, o Reação Conecta, com foco em oportunidades no mercado de trabalho para gerar um impacto socioeconômico para os jovens e familiares que tenham vínculo com o instituto. A iniciativa teve sua aula inaugural em formato online no dia 2/09 e terá sempre um encontro por semana com um grupo formado por 30 alunos, com idade a partir de 15 anos, liderados pela educadora Mariana Barbosa.

Enquanto durar a pandemia do novo coronavírus, as atividades serão adaptadas para o ambiente online e, posteriormente, serão realizadas no polo Rocinha, sempre às quartas-feiras no turno da noite. O programa vai atuar com empresas parceiras do Reação e tem entre os objetivos principais aumentar a frequência dos jovens nas aulas, ampliar oportunidades de experiência profissional, orientar os participantes sobre o mundo do trabalho e promover os valores da organização.

De forma dinâmica, os jovens serão estimulados a desenvolverem habilidades socioemocionais, profissionais e sociais muito requisitadas atualmente no mercado de trabalho. Os conteúdos abordados serão os seguintes: Novas configurações do mercado de trabalho, Mundo VUCA e Quarta Revolução Industrial, Habilidades Comportamentais, Liderança, Empreendedorismo, Ferramentas tecnológicas, Aprendiz Legal (Questões legais), Documentação pessoal e Oficina de currículo.

Além das oficinas que acontecerão em 16 encontros, também faz parte da programação a visita a uma empresa para integrar os conhecimentos apresentados, workshops para esclarecer dúvidas sobre empregabilidade direcionados para os familiares dos jovens e a ativação junto a empresas parceiras para indicação e acesso às vagas de emprego.

Para a educadora Mariana Barbosa, nesse primeiro momento, o grande desafio é a adaptação das oficinas ao formato virtual, já que nem todos os alunos possuem rede de wi-fi em casa ou um local silencioso para realizar as aulas. No entanto, ela acredita que após os ajustes iniciais o programa trará muitos benefícios aos participantes.

“Minha expectativa é que o nosso grupo de jovens termine esse processo mais confiante, preparado e motivado para sua inserção no mercado de trabalho. Acredito que o Reação Conecta é capaz de atuar no desenvolvimento da confiança que os nossos jovens precisam para mostrar seu potencial e alcançar seus sonhos através do trabalho”, disse.

O Reação Conecta também terá como foco a formação de monitores de luta, em integração com o programa Reação Faixa Preta, onde pretende-se qualificar os alunos acima de 15 anos a partir da faixa roxa. Para isso, os jovens vão receber orientação didática e pedagógica para atuar como instrutores de judô com os valores do Reação.

MENU