Entenda como a prática de ações para ajudar o próximo podem fazer uma pessoa ser mais feliz

Post 4 of 450
Entenda como a prática de ações para ajudar o próximo podem fazer uma pessoa ser mais feliz

Sabia que ajudar o próximo também contribui para que você se torne uma pessoa mais feliz? Estudos apontam que atos altruístas são verdadeiros impulsionadores da felicidade.

Somado a isso, ações voltadas para auxiliar outras pessoas também ajuda a melhorar o humor de quem doa, reduz o estresse, tirar os problemas da mente, entre muitas outras vantagens.

Ou seja, quando achamos que nosso ato está ajudando apenas a outra pessoa, na verdade, está nos beneficiando também!

Mas não pense que quando se fala em “ajudar o próximo” isso se resume a contribuições em dinheiro. Muito além disso! 

Existem diversas atitudes simples, no seu dia a dia, que podem fazer a diferença na vida de muitas pessoas, incluindo a sua!

Como ajudar o próximo?

Ceder o assento no transporte público, doar sangue, ser gentil e educado, ter empatia etc. Essas são apenas algumas das milhares de maneiras de ajudar o próximo e, como você pode ver, são totalmente acessíveis a qualquer pessoa.

Infelizmente, muitos ainda acreditam que a ajuda precisa ser um ato grandioso que resulte em grandes feitos, ou que necessariamente envolva doações em dinheiro.

Por motivos assim é que tantos deixam de receber o auxílio que precisam, e outros ficam sem se beneficiar com o retorno desses atos em suas próprias vidas.

Boas ações geram boas ações

Como já dissemos, atos altruístas ajudam os outros, mas também a nós mesmos. 

Quando temos atitudes que visam melhorar a vida de outra pessoade alguma maneira, isso gera sentimento de gratidão e de dever cumprido e, consequentemente, nos torna pessoas mais felizes.

Mas se você ainda não sabe o que fazer para ajudar o próximo, veja esta lista com atitudes simples, mas com grandes resultados:

  • doe alimentos;
  • doe cabelo;
  • doe roupas e móveis;
  • doe livros;
  • faça doação para projetos sociais;
  • leia para uma criança;
  • ensine (gratuitamente) o que sabe;
  • participe de projetos da sua comunidade;
  • seja gentil com as pessoas que encontrar no seu dia;
  • ofereça ajuda a alguém no mercado, transporte público etc;
  • faça visitas a asilos, creches, orfanatos e hospitais;
  • tenha mais empatia;
  • ofereça apoio emocional à outra pessoa;
  • divulgue ações e campanhas que visam ajudar o próximo;
  • se torne um voluntário.

Por que se tornar um voluntário?

Ações como essas afetam não apenas os sentimentos, mas a saúde como um todo. No caso do voluntariado, especificamente, há estudos científicos que comprovam que essa ação influencia na saúde física emental.

O ato de ser voluntário contribui para reduzir a pressão arterial e a melhorar quadros de depressão. 

Isso acontece porque ajudar o próximo faz com que o organismo libere mais ocitocina, hormônio responsável pela regulação das emoções e do humor, de efeito calmante, que favorece a diminuição de quadros ansiosos e depressivos.

Ou seja, o trabalho voluntário é uma maneira de ajudar os outros e a si mesmo. Além disso, esse tipo de ação também aumenta o seu círculo de amizades e muda sua visão do mundo e das pessoas ao seu redor.

Quer saber como se tornar um voluntário e gerar todos esses benefícios para você e para centenas de outras pessoas? Conheça mais sobre o Instituto Reação e todos os nossos projetos!

MENU