Esporte como inclusão social: saiba o que é e como funciona

Post 8 of 340
Esporte como inclusão social: saiba o que é e como funciona

Usar o esporte como inclusão social. Muito se fala sobre isso, no entanto, o que poucas pessoas sabem é quanto essa ação pode ser benéfica para a sociedade e quantas organizações já trabalham para que isso se torne realidade.

Mais que fazer bem para o corpo e para a mente, o esporte é uma das principais ferramentas que ajuda as crianças e adolescentes a terem uma nova visão e perspectiva de futuro e de oportunidades.

Quer saber mais sobre essa forma de transformar a vida dos nossos jovens? Então continue neste post e descubra!

Inclusão social: o que é e qual sua importância

A inclusão social tem como principal objetivo a democratização, ou seja, conseguir os mesmos direitos e oportunidades para todas as pessoas, combater preconceitos e abrir novos caminhos.

Ela é um conjunto de meios e ações que permite a participação de uma sociedade de maneira igual, independentemente de condição social ou física, orientação sexual, etnia, educação, ou qualquer outro aspecto que separe ou rotule os seres.

A inclusão social também passa pelo atendimento das necessidades de pessoas que, por algum motivo, vivem à margem da sociedade. Dessa forma, ela insere novamente essa população, buscando garantir direitos básicos como educação, emprego, saúde, cultura, entre outros.

Esporte como inclusão social: porque ele é tão utilizado

Uma das maneiras mais eficazes de conseguir tudo isso é através do esporte, especialmente quando falamos de crianças e adolescentes que vivem em regiões de baixa renda e com poucas chances de crescimento pessoal.

O esporte como inclusão social resgata esses jovens, dando a eles a oportunidade de praticar uma atividade que ocupará seu dia, ao mesmo tempo em que fará bem para o corpo e para a mente. 

De modo geral, as organizações que trabalham com essa finalidade atrelam a participação à frequência escolar. Com isso, a educação e o aprendizado também são priorizados e recebem a devida importância e atenção.

Além disso, os jovens que participam de ações como essas têm nas mãos uma excelente oportunidade de se tornarem profissionais e, assim, conquistarem uma fonte de renda importante para eles e para a família no futuro.

Outras vantagens

Ao utilizar o esporte como uma ferramenta de inclusão, as diferenças entre pessoas é minimizada, colocando todos no mesmo patamar. O senso de convivência, respeito e disciplina é trabalhado, garantindo que essas crianças e adolescentes se tornem adultos melhores para eles, para as famílias, para a sociedade e para o nosso país.

Por tudo isso, cada vez mais surgem institutos e organizações que visam usar o esporte como principal meio de mudar a realidade desses jovens, trazendo novas oportunidades. Para isso, as mais diferentes atividades são praticadas, tais como natação, futebol, ginástica, entre diversas outras modalidades.

O judô é representado pelo Instituto Reação, que, desde 2003, atende crianças e adolescentes das comunidades mais carentes do Rio de Janeiro e em 2018 começou a atuar em Cuiabá (MT). 

Com mais de 1.600 crianças e jovens atendidos, seu manifesto reforça a proposta que a maior luta que eles precisam enfrentar não é contra o adversário que está na frente deles no tatame, mas sim contra as desigualdades tão presentes nessas regiões. 

O esporte como inclusão social merece continuar com uma forma de ajudar a sociedade que mais precisa e você pode contribuir com isso.

Venha reagir com a gente! Seja um doador ou um voluntário. Acesse https://www.doacao.institutoreacao.org.br/ e descubra como.

MENU