Histórias de Sucesso: Matheus Guimarães

Eu vi que foi um esporte que mudou muito a vida do meu filho, trouxe a alegria de volta para ele. O Matheus gostava muito de brincadeira de rua, soltar pipa, bola de gude, pião, e eu tenho que trabalhar. Ficava preocupada dele crescer na rua e eu perder o controle, tendo em vista que eu moro numa área que muitas crianças da idade dele já estão no tráfico. Ele é um garoto com outra mentalidade. Tem uma rotina de escola e treino, dorme cedo e vive para o esporte. Ele só quer avançar no judô mas já melhorou muito como pessoa também. Está estudando mais, teve oportunidade de viajar e luta por seus sonhos
– conta a mãe, Keila.

case_matheus02

Matheus é morador da Cidade de Deus e entrou no Reação aos 6 anos, logo após a morte de seu pai. Triste com a perda, foi assistir a um treino no Instituto com um amigo para se distrair e acabou ficando. A mudança que o esporte causou em sua vida foi grande. O menino que chegou triste e introspectivo começou a fazer novas amizades e encontrou alegria em uma nova paixão: o judô.

Aos poucos, foi se desenvolvendo dentro e fora do tatame. Em 2016, alcançou suas maiores conquistas: conseguiu uma bolsa de estudos no Colégio SulAmericano e se tornou campeão pan-americano. Em 2017 conquistou o título de bicampeão brasileiro e segue firme nos treinos no caminho para alcançar seu grande sonho – ser campeão mundial e olímpico.

Agora com 12 anos, Matheus é faixa verde e se inspira em grandes nomes do judô brasileiro como Charles Chibana, Tiago Camilo e Victor Penalber, com quem já teve a oportunidade treinar no Reação.

MENU