Rafaela Silva conquista marca histórica, Juninho Bomba faz sua estreia como 3º melhor de sua categoria e David Moura é bronze nos Jogos Pan-Americanos 2019

Post 3 of 340
Rafaela Silva conquista marca histórica, Juninho Bomba faz sua estreia como 3º melhor de sua categoria e David Moura é bronze nos Jogos Pan-Americanos 2019

A semana começou com muitos motivos para sorrir aqui no Reação. Os atletas Jeferson Santos Jr. (73kg), David Moura (+100kg) e Rafaela Silva (-57kg) participaram do Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, representando o Brasil e trouxeram na bagagem uma medalha de ouro e duas de bronze.

Em uma atuação impecável durante os Jogos, a campeã olímpica Rafaela Silva venceu a dominicana Ana Rosa por ippon na final, na sexta-feira (9/08) e garantiu o ouro inédito no Pan, se tornando a primeira mulher brasileira campeã olímpica, mundial e pan-americana.

Em entrevista à Confederação Brasileira de Judô (CBJ) logo após a vitória, Rafaela falou sobre a emoção de mais esta conquista.

“É o meu terceiro ouro consecutivo, estou muito feliz com o meu desempenho, meu trabalho está sendo bem concluído e agora é focar no final do mês para a disputa do Mundial. Mantive meu foco na competição e gosto também de competir, representar o Brasil. Só tenho que agradecer a CBJ pela oportunidade de estar aqui, ao Time Brasil, e agora é manter o foco e concluir minha preparação para o Mundial”, disse Rafaela.

No mesmo dia foi a vez do atleta Jeferson Santos Jr, o Juninho Bomba, estrear nos Jogos Pan-Americanos. Ele conquistou a medalha de bronze ao derrotar o mexicano Eduardo Araujo ao aplicar um waza-ari e um ippon.

“A sensação de subir ao pódio é muito boa, mas eu queria mais. Aprendi muito aqui com essa experiência, principalmente a me reerguer. Precisei me recuperar após a derrota para buscar essa medalha e esse é um aprendizado que levarei para as próximas competições”, contou Juninho.

No domingo, 11/08, foi a vez do veterano David Moura (+100kg) lutar em Lima, com o pai Oscar Fenelon Muller e o filho João, de quase 2 anos, na torcida. O presentão de Dia dos Pais foi mais uma medalha para a recheada coleção de David, desta vez de bronze. Ele lutou contra o americano Ajax Tadehara e derrotou-o com um ippon.

“Resultado muito importante para mim. Vim para buscar o ouro obviamente, mas o terceiro lugar também é importante. Acordei sem nada e vou dormir com uma medalha. Agora é arrumar os detalhes, me preparar para o Mundial e bola para frente”, garantiu David em conversa com a CBJ.

David e Rafaela embarcam agora para o Japão, onde se preparam para o Campeonato Mundial de Judô, que vai ser realizado em Tóquio do dia 25/08 a 1/09.

MENU