Rede Esporte Pela Mudança Social apresenta propostas para o Ministério do Esporte e Congresso Nacional

Post 290 of 351
Rede Esporte Pela Mudança Social apresenta propostas para o Ministério do Esporte e Congresso Nacional

O XV Encontro da Rede pediu a participação na criação de um Sistema Nacional do Esporte e na renovação e qualificação da Lei do Incentivo ao Esporte.

A pouco mais de um ano da abertura dos Jogos Olímpicos de 2016, a Rede Esporte pela Mudança Social – REMS chega cada vez mais perto de alcançar importantes avanços no campo do esporte no Brasil. Em seu XV encontro, que aconteceu nos dias 9 e 10 de março em Brasília, o grupo que contava com a presença de mais de 40 membros, teve a oportunidade de levar suas propostas para o Ministério do Esporte e Congresso Nacional.

Fundada em 2007, a Rede Esporte pela Mudança Social é uma iniciativa pioneira no mundo e atualmente reúne 54 organizações no país, entre elas as maiores e mais referenciadas no trabalho com esporte, que vivenciam e defendem o esporte como fator de desenvolvimento humano e social.

No primeiro dia do encontro, os membros da rede se reuniram pela manhã na Casa da ONU no Brasil – PNUD e partiram juntos para o Ministério do Esporte, onde foram colocadas as demandas de formulação do Sistema Nacional do Esporte e de renovação e qualificação da Lei do Incentivo ao Esporte para o ministro George Hilton. Além disso, o grupo também pediu maior participação nas instâncias de formulação e decisão dessas temáticas, através da possível criação de um Conselho Nacional do Esporte.

No dia seguinte, após encontro do grupo no PNUD, a REMS apresentou suas propostas para senadores e deputados no Congresso Nacional. O Instituto Reação não poderia ficar de fora dessa! Nossa coordenadora executiva, Joana Miraglia, teve a honra de representar as organizações da Rede em plenária com a Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, e contou com o apoio do embaixador Jorge Chediek, representante da ONU no Brasil e parceiro da REMS pelo PNUD, que reforçou o discurso apresentado. Após leitura da carta do grupo aos representantes do poder público federal, dois encaminhamentos foram definidos: o texto do Sistema Nacional do Esporte será redigido com o ministério até agosto e o senado federal irá propor uma audiência pública para a discussão das temáticas propostas.

A proposta da criação de um Sistema Nacional de Esporte foi lançada em 2014 pela REMS com o objetivo de tornar o esporte reconhecido como fator de desenvolvimento, propondo a criação de uma política de governo. A ideia é que sejam definidas claramente as competências e responsabilidades de organizações e entes federativos, estabelecendo conceitos e integrando o esporte com outras políticas públicas.

O Instituto Reação acredita na força desse movimento e se orgulha de participar dessa importante Rede. Mencionando a carta apresentada no encontro: “Tranformar a vida das pessoas através do esporte está no nosso DNA, é o que nos move e nos motiva todos os dias. (…) Acreditamos que o avanço é fruto de parcerias e compromissos. Juntos fazemos a diferença!”

MENU